ULTIMAS NOTÍCIAS

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Até 2030, carros a energia devem ser 10% da frota global

Estudo recente da FGV Energia mostra que a frota mundial de elétricos e híbridos no ano passado era de 2 milhões de veículos para passageiros (exclui ônibus e motocicletas). A previsão é que até 2020 chegue a 13 milhões e, em 2030, a 140 milhões, ou 10% da frota total de carros.
No Brasil, desde 2011 foram vendidos 5,9 mil carros elétricos e híbridos, dos quais 2.079 neste ano, quase o dobro de 2016. O número representa 0,3% das vendas totais. Sozinho, o híbrido Toyota Prius, que custa R$ 120 mil, respondeu por quase 80% das vendas deste ano, com 1.635 unidades.
A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) calcula que, em dez anos, 2,5% das vendas de carros no País serão de híbridos (o que equivalerá a 0,4% da frota total). Boa parte deles deve utilizar etanol como combustível para gerar a energia da bateria, tecnologia que está em desenvolvimento por empresas como Toyota e Nissan. A fatia dos elétricos não foi calculada.
A pesquisadora da FGV Energia, Tatiana Bruce, responsável pelo estudo que utiliza dados globais da International Energy Agency (IEA), diz que a principal dificuldade para a disseminação de veículos elétricos no Brasil é o alto custo, principalmente da bateria, que corresponde a 50% do valor do carro. Nos últimos anos o preço vem caindo, mas ainda é elevado.

FONTE: O Estadão

Maia cobra ‘mais respeito’ do Planalto


Às vésperas de a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer chegar à Câmara, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez nesta quarta-feira, 20, duras críticas ao peemedebista, e disse que ele faltou com a palavra e ameaçou com a retaliação do DEM em votações de interesse do governo. Mais cedo, em entrevista ao Estadão/Broadcast, Maia pediu que o Palácio do Planalto pare com o “fogo amigo” e seja mais respeitoso durante a tramitação da ação penal contra Temer, por organização criminosa e obstrução da Justiça.
Segundo Maia, que ocupa interinamente a Presidência da República até a manhã de sexta-feira, o mal-estar com o Planalto se deve ao fato de o PMDB ter filiado, no início deste mês, o senador Fernando Bezerra (PE), ex-PSB. O DEM vinha negociando havia meses a migração do parlamentar e de outros deputados para sua legenda.

FONTE: ROBSON PIRES

MENSAGEM DO DIA DE HOJE PARA REFLEXÃO !

“Pode-se alcançar a sabedoria por três caminhos. O primeiro caminho é o da meditação, que é o mais nobre. O segundo é o da imitação, que é o mais fácil e o menos satisfatório. Em terceiro lugar existe o caminho da experiência, que é o mais difícil.” (CONFÚCIO)

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

CONTRADIÇÃO: Fugitivo de alcaçuz diz que matou mais de cem durante a rebelião


O fugitivo de Alcaçuz, Jefferson Santos, que foi preso em Caruaru, Pernambuco, envolvido no tiroteio que vitimou um jornalista da Globo local, disse à polícia que matou mais de 100 presos durante a rebelião no presídio em janeiro passado.

A confissão contradiz frontalmente o número de 26 mortos e 56 foragidos apresentados pelo governo estadual à época. A matemática não bate. Por Roselie Arruda! 

SECA: Robinson une classe política pela liberação de recursos federais para obras hídricas


O governador Robinson Faria se reuniu nesta quarta-feira, 20, em Brasília com o Ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho para solicita a liberação de recursos para implantar ações de abastecimento de água para 600 mil norte-riograndenses.
O Governador voltou a apresentar os estudos técnicos elaborados pela Secretaria de Estado dos Recursos Hídricos – Semarh e da Caern para assegurar a oferta de água à população. Os estudos apontam a necessidade de instalação de um novo ponto de captação de água na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves para permitir o abastecimento de 11 cidades (Mossoró, Assu, Serra do Mel, Angicos, Lajes, Fernando Pedroza, Caiçara, Pedro Avelino, Riachuelo, Pedra Preta, Jardim de Angicos) a partir de dezembro, quando o reservatório atingirá o volume morto. Esta medida está orçada em R$ 20.206.530.15 e vai atender 417 mil pessoas.
Também foi solicitado ao Ministro da Integração Nacional liberação de recursos para a Operação Vertente, que utiliza carros pipa para abastecer diversas cidades. Hoje são 20 cidades atendidas e uma população de 110 mil habitantes. A previsão é de que outras 45 cidades precisarão ser abastecidas com carros pipa até o final deste ano devido à falta de chuvas. Hoje o Governo do Estado dispõe de R$ 6 milhões e deve receber mais R$ 6 milhões até o final do ano, mas precisa de mais R$ 30 milhões para atender as necessidades de ampliação da distribuição de água à população nas áreas urbanas das cidades.
Outra medida apresentada por Robinson Faria é a construção de uma adutora emergencial do município de Afonso Bezerra até Pendências para abastecimento de 78 mil pessoas. Esta adutora irá conduzir a água de cinco poços já perfurados pela Caern. Para isso são necessários recursos no montante de R$ 68.457.292,22. 
O chefe do Executivo estadual ainda reforçou o pleito pela liberação dos recursos para as obras da Barragem de Oiticica, no município de Jucurutu. Hoje são liberados apenas R$ 4,7 milhões/mês, quando deveria estar sendo liberado R$ 15 milhões/mês, o que provoca atraso na execução dos serviços.
“O momento de união do Estado, das forças políticas, bancada federal e prefeitos que deve estar acima de qualquer interesse político. Temos estudos técnicos da Semarh e da Caern e as soluções para os 20 municípios já em colapso pela falta de água e para uma população de 600 mil pessoas que será atingida pelo desabastecimento a partir de dezembro próximo. Nossas reivindicações são realistas e de custo baixo, valor pequeno para atender grande parte da nossa população. O Governo do Estado já vem arcando com poços tubulares, carros pipa, adutoras, obras de acesso à água. Vivemos um momento dramático e precisamos dos recursos federais para atender a população do RN”, afirmou Robinson Faria.
O ministro Hélder Barbalho disse que os projetos do Governo do Estado já foram analisados e aprovados pelo Ministério da Integração e que será preciso aguardar dez dias para o Governo Federal reconhecer o decreto de estado de emergência no RN. Ele disse que vai tratar com o ministro do Planejamento, Diogo Henrique, sobre a necessidade de atualizar o orçamento destinado ao Rio Grande do Norte diante da gravidade da situação. Barbalho também solicitou que a classe política do Estado procure diretamente o presidente Michel Temer para ele intervir junto ao ministro do Planejamento pela liberação dos recursos.
Acompanharam Robinson Faria na audiência a senadora Fátima Bezerra, deputados federais Felipe Maia, Fabio Faria, Walter Alves, Beto Rosado, Zenaide Maia e Antônio Jácome, deputada estadual, representando a Assembleia Legislativa, Larissa Rosado. E os prefeitos das cidades de Mossoró, Lagoa Nova, Equador Guamaré, Alto do Rodrigues, Lajes Pintadas, Cerro Corá, São Rafael, Macau, Pendências e Extremoz.

AGORA SIM: Se depender da AL Robinson pode contar com a grana

O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria – se depender da maioria dos deputados estaduais – pode contabilizar na conta do governo a aprovação do empréstimo de R$ 680 milhões que o Estado precisa.

Souza cobra realização de concursos para Polícias e Emater


Durante a sessão ordinária desta quarta-feira (20), na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Souza (PHS) cobrou a realização de concursos públicos por parte do Governo do Estado em áreas estratégicas, a exemplo da Segurança Pública. De acordo com o parlamentar, o déficit nos quadros das polícias Civil e Militar tem relação direta com o aumento da violência no Rio Grande do Norte.
“O déficit hoje na Polícia Militar é de 60%, o que representa quase cinco mil policiais. Na Polícia Civil, o quadro é ainda mais grave, já que temos atualmente menos agentes do que existiam há 14 anos. O Governo tem feito promoções aguardadas há tempos, mas a defasagem é muito grande”, justificou o deputado Souza em sua fala.
Souza disse que os deputados estaduais têm, repetidamente, apresentado requerimentos objetivando o aumento de efetivos policiais em municípios potiguares. Porém, segundo ele, a iniciativa não cumpre sua finalidade em razão do déficit nos quadros de pessoal. O parlamentar então pediu celeridade na realização de concurso já anunciado pelo executivo estadual.
O parlamentar cobrou ainda a realização de concurso público para o preenchimento de cargos do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater). “Como presidente da Frente Parlamentar de Apoio à Agricultura Familiar, sei o quanto o agronegócio é importante para a economia do Estado”, explicou Souza, afirmando que a necessidade da Emater é de pelo menos 165 novos servidores, já que possui apenas 20% do quadro preenchi

Câmara rejeita mudar sistema eleitoral atual para o ‘distritão’


A Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira (19) a proposta que transformava o atual sistema eleitoral no “distritão” em 2018 e no “distrital misto”, em 2022. A mudança valeria para escolha de deputados e vereadores.
Pelas regras atuais, deputados federais, estaduais e vereadores são eleitos no modelo proporcional com lista aberta. A eleição passa por um cálculo que leva em conta os votos válidos no candidato e no partido. Esse cálculo chama quociente eleitoral. O modelo permite que os partidos se juntem em coligações.
Pelo cálculo do quociente, é definido o número de vagas que cada coligação terá a direito, elegendo-se, portanto, os mais votados das coligações.
Pelo “distritão”, cada cidade ou estado passaria a ser considerado um distrito e seriam eleitos os candidatos a vereador e a deputado que recebessem mais votos.
Após meses de negociações, o texto foi colocado em votação no plenário nesta terça mesmo sem consenso entre as legendas. Na semana passada, a proposta chegou a ser discutida, mas a sessão foi encerrada já na madrugada por falta de quórum.
Os líderes partidários da Câmara decidiram nesta terça colocar o texto em votação novamente, mesmo sem consenso, com o objetivo de encerrar as discussões sobre o tema fosse com a aprovação ou rejeição da proposta.
A proposta teve o apoio de PMDB, PP, PTdoB, PSDB, PSD, DEM, Pode e SD. Partidos como PT, PR, PSB, PRB, PDT, PTB, PROS, PSL, PCdoB, PPS, PHS, PV, PSOL e PEN orientaram as bancadas a votar contra o texto.
Fundo Eleitoral
A Proposta de Emenda à Constituição discutida nesta terça também cria um fundo eleitoral para financiar campanhas eleitorais. Mas, como os deputados decidiram fatiar a votação da PEC, analisando item por item, o trecho sobre o fundo não será analisado nesta terça.
A estratégia dos partidos é incluir esse fundo em um projeto de lei comum, cuja tramitação é mais rápida. A expectativa é que esse novo texto seja votado já nos próximos dias.
Os parlamentares têm pressa porque, para as mudanças podem valer nas eleições de 2018, têm de ser aprovados até um ano antes das eleições, ou seja, até 6 de outubro.

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 30 milhões


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.969 da Mega-Sena, realizado na noite desta terça-feira (19) em São Paulo.

Veja as dezenas sorteadas: 08 - 20 - 30 - 32 - 48 - 59.

A quina teve 20 acertadores, e cada um levará R$ 73.292,36. Outras 1.999 apostas ganharam a quadra, com R$ 1.047,55 para cada.

O próximo sorteio ocorre na quinta-feira (21) e pode pagar R$ 30 milhões.

MENSAGEM DO DIA PARA REFLEXÃO!

“O único homem que nunca comete erros é aquele que nunca faz coisa alguma. Não tenha medo de errar, pois você aprenderá a não cometer duas vezes o mesmo erro.” (TEDDY ROOSEVELT)

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Atenção, prefeitada! Não percam!

O advogado e professor Ricardo Duarte Jr. vai lançar no dia 21 de setembro de 2017, na Livraria Saraiva do Midway, seu segundo livro. A obra intitulada “Improbidade Administrativa: Aspectos Teóricos e Práticos” é uma publicação da editora Lumen Juris e tem como principal objetivo aprofundar o tema da improbidade na administração pública.

Fonte: Robson Pires em Nota

ATENÇÃO: Previsão dos tempos com futuro escuro,

FAÇAMOS TODOS NÓS UMA REFLEXÃO RÁPIDA!

MENSAGEM PARA REFLEXÃO DO DIA!

“De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.” (RUY BARBOSA)

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Henrique pede que justiça libere um milhão para custear contas da família

Da Época Online:
Me dá um dinheiro aí
Preso desde junho, Henrique Eduardo Alves pediu ao juiz Vallisney Oliveira, de Brasília, que libere R$ 1 milhão confiscado pela Justiça, relata a Época.
O dinheiro, argumenta a defesa de Alves –um dos acusados de integrar o “quadrilhão” do PMDB–, é para custear despesas básicas da família dele
.

FONTE: Thaisa Galvão

Municípios terão queda de R$ 90 milhões no FPM


As previsões sobre os repasses do Fundo de Participação dos Estados e Municípios (FPE e FPM) não são animadoras para os meses de outubro e novembro deste ano, segundo estimativas da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), no comparativo com o mesmo período de 2017. Para novembro deste ano a queda no repasse do Fundo de Participação, segundo a STN, chegará a 40%, motivada pelo fato de que a maior parte do repasse dos recursos da repatriação ter ocorrido no primeiro decêndio de novembro de 2016, enquanto os recursos da repatriação neste ano estão aquém do esperado.
De acordo com dados do portal da STN, em novembro do ano passado, o repasse do FPE para o governo chegou a R$ 225,97 milhões, enquanto o FPM de todos os 167 municípios do RN alcançou a cifra de R$ 365,57 milhões. A considerar que haverá uma queda de 40% nos repasses em novembro, às vésperas do pagamento do 13º salário dos servidores, haverá uma perda de R$ 90,38 milhões de FPM e de R$ 146,23 milhões de FPE.
Ou seja, as estimativas são de um repasse de R$ 134,59 milhões de FPM e de R$ 219,34 milhões de FPE em novembro, sem contar que, embora em proporções bem menores, também existem previsões de quedas do Fundo de Participação de outubro deste ano, que segundo a STN, de 2,6%, com relação aos mesmos meses de 2016.
O secretário estadual da Tributação, André Horta, disse que a queda do Fundo de Participação por causa da diferença dos recursos da repatriação já era esperada. “Houve uma devassa na primeira repatriação que repercutiu no valor da segunda, que foi muito abaixo do esperado”, disse. No ano passado, o RN recebeu mais de R$ 420 milhões de repatriação, mas neste ano, deve ficar com R$ 15 milhões.
Femurn vê dificuldades
O presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), Benes Leocádio, diz que o momento econômico para os municípios é muito preocupante, razão pela qual os prefeitos devem ter atenção redobrada diante da queda dos valores do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Segundo Benes, a crise econômica atinge mais os municípios, principalmente os pequenos, que quase não têm receitas próprias e dependem, exclusivamente, das transferências federais.
Leocádio diz que que quase 90% dos municípios do Rio Grande do Norte e do Nordeste se mantêm do repasse do FPM. Ele informa, ainda, que as previsões da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) são nominais e, por isso, não consideram os efeitos dos índices da inflação com relação as estimativas de repasses. Para Leocádio, não é surpresa a queda do FPM em 40% em novembro, porque tem de descontar os recursos da repatriação.
FONTE: Tribuna do Norte

Governo do RN anuncia pagamento de servidores que ganham entre R$ 3 mil e R$ 4 mil

Segundo governo, dinheiro entrará nas contas nesta terça-feira (19). Ainda não há data para pagamento de quem recebe acima dos R$ 4 mil.

Governo anunciou pagamento de quem ganha entre R$ 3 mil e R$ 4 mil (Foto: Thyago Macedo)

governo do Rio Grande do Norte anunciou que vai depositar nesta terça-feira (19) o pagamento da folha de agosto, aos servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem entre R$ 3 mil e R$ 4 mil.

Ainda não há data prevista para o pagamento dos salários de quem recebe acima R$ 4 mil. "Será realizado o mais breve possível, a partir da disponibilidade de recursos", informou a administração estadual, em nota.

O montante pago nesta terça soma R$ 51.370.510,23. No último dia 9, foram pagos os vencimentos de quem recebe até R$ 3 mil. Além destes, servidores da Educação e dos órgãos da administração indireta, que têm arrecadação própria, também receberam dinheiro.

De acordo com o governo, com a realização do depósito nesta semana, 80,49% do funcionalismo público terá recebido integralmente seus vencimentos, o que dá um valor total de R$ 190.925.074,92.

FONTE: G1/RN

COLÍRIO DO BLOG

“SAMMANTHA MONTEIRO ” É UM FARTO COLÍRIO DOSADO EM SEIS GOTAS
Sammantha Monteiro nua na Revista Sexy de Junho. Essa gata deliciosa nunca entra em um jogo para perder. Inspirada em uma ninja guerreira, Sammantha se considera atraente e boa jogadora. E aí? Vai encarar uma partida com ela? A gamer turbinada mais gostosa que você já viu, pelada na edição de junho da Sexy. Seios fartos e bunda avantajada são só alguns atributos da ninja guerreira que vai mostrar todo o seu poder de sedução em um ensaio arrasador.






Fonte: Revista Sexy de Junho/2017

EFEITOS COLATERAIS DO COLÍRIO DO BLOG
Aumento da frequência cardíaca, falta de ar e insônia.

PRECAUÇÕES
O uso prolongado pode causar dependência. Se persistirem os sintomas, consulte um médico. 

POLÍTICA: A renovação dos mandatos dos deputados do RN

Com o provável fim das coligações, já aprovadas em primeiro turno pela Câmara Federal, vai modificar completamente o quadro político no Rio Grande do Norte na eleição para o parlamento nacional, em razão dameta de alcançar o quociente eleitoral por cada agremiação política.
Nas eleições de 2014, apenas o PMDB conseguiu êxito em obter votos para alcançar o quociente eleitoral, e caso já estivesse em vigor o fim das coligações, a legenda do Senador Garibaldi Filho, teria eleito os oitodeputados federais.
No pleito de 2018, o quociente eleitoral para a Câmara Federal, será em torno de 210 mil votos, o que é quaseimpossível um partido no RN, obter esse número, com o atual quadro político, onde cada  deputado é filiado a uma legenda política diferente.
Os deputados Antonio Jácome (PODEMOS) e Beto Rosado (PP), para conseguir renovar os seus mandatosterão que procurar abrigo em outro Partido, pois as suas siglas partidárias, não terão a menor chance de alcançar o quociente eleitoral no pleito do próximo ano.
candidatura de João Maia à Câmara Federal é bastante crítica, pois o PR terá grandes dificuldades de manter a cadeira em Brasília e a legenda não tem quadros para fazer “esteira” para essa empreitada.
Os parlamentares Felipe Maia (DEM) e Rogério Marinho (PSDB), terão que se unir em uma só legendapartidária, pois isolados, não lograrão sucesso em permanecer na Câmara dos Deputados, no pleito de 2018. Resta saber quem mudará de legenda, o filho do senador Agripino Maia ou o neto de Djalma Marinho.
Para onde marchará o deputado Fábio Faria?  A sua situação política depende da gestão administrativa do seu pai, Robinson Faria, a frente do Governo Potiguar, diante das dificuldades encontradas atualmentefato esse, bastante complicado.
A única oportunidade de Fábio Faria renovar o seu mandato de deputado federal, é atrair outros candidatos a reeleição para a sua legenda, com a finalidade de agregar votos e atingir o quociente eleitoral, e assim salvar a sua candidatura.
Navegando em “céu de brigadeiro”, o deputado Walter Alves do Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB, sabe que a sua legenda, tem todas as possibilidades de obter o quociente eleitoral no pleito de 2018, renovando o seu mandato na Câmara Federal e levando de reboque outros companheiros.

FONTE: Robson Pires

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

COLÍRIO DO BLOG PARA ESTA SEXTA-FEIRA

MENSAGEM PARA REFLEXÃO"

“Quando for amar, ame o mais profundo que puder... Quando for falar, fale somente o necessário... Quando for sorrir, procure sorrir com os olhos também... Quando pensar em desistir, lembre-se da luta que foi começar e não desista! Quando quiser se declarar a alguém, faça isso sem medo do que essa pessoa pensará de você... Quando sonhar, sonhe bem alto, bem longe... Quando for partir, não diga "adeus". Diga que foi tudo maravilhoso! Quando abraçar um amigo, abrace com carinho e lembre desse abraço por toda vida... Quando precisar de ajuda, não se envergonhe de pedir socorro... Quando sentir raiva de alguém, ore e peça luz para essa pessoa... Quando tentar algo de novo na vida, tente pra valer, mude, arrisque-se... Viva intensamente...E quando precisar de um amigo, lembre-se de mim. Estarei aqui torcendo por você e pela sua felicidade!” (RIVALCIR LIBERATO)

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

SANTA MARIA: Prefeito Pedro Henrique emite nota à população



NOTA DO PREFEITO

SENHORAS E SENHORES,

O Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal de Santa Maria, Pedro Henryque Oliveira Urbano, vem por meio deste, em respeito a toda a população e aos ditames legais, no que diz respeito à Lei da Transparência, tornar público quais são os problemas e dificuldades enfrentadas pela atual gestão, e o que realmente vem ocasionando o atual caos no município de Santa Maria. Pois o que está acontecendo hoje, é fruto de vários atos de irresponsabilidade ocasionados por administrações anteriores, em todas as esferas, seja ela administrativa, financeira ou fiscal.
Portanto, nesta oportunidade, com a devida vênia de todos os munícipes e conterrâneos, vem prestar os devidos esclarecimentos. Tratando também sobre quais são as medidas que estão sendo tomadas para sanar essa crise sem precedentes. Pois se a ele foi confiado o destino de quatro anos de nosso município, só lhes resta cumprir fielmente com os seus deveres como Prefeito, tranquilizando toda população, no sentido de afirmar que enfrentaremos e venceremos sim essa crise, com a ajuda de toda a população, juntamente com o nosso total empenho e dedicação!
Logo nos primeiros dias de sua gestão, o Senhor Prefeito foi surpreendido com o não pagamento de parte da folha de pagamento de dezembro, que obviamente era de responsabilidade da gestão anterior, mas que por motivos desconhecidos não foi paga. Porém indo de encontro a esmagadora maioria das prefeituras do Brasil, que optou pelo parcelamento da mesma, deixando os servidores desamparados. Pedro Henryque, preocupado com a situação de cada pai de família de Santa Maria, pagou a todos os servidores que estavam em atraso, isso já no primeiro mês de seu mandato, e de uma só vez. Se levarmos em consideração que em dezembro de 2016 a receita do município de Santa Maria obteve um grande reforço advindo da repatriação, atingindo um patamar de R$ 1.543.216,32 (Um milhão quinhentos e quarenta e três mil, duzentos e dezesseis reais e trinta e dois centavos), que seria mais do que suficiente para honrar com todos os servidores. Porém, além de não ter pago a folha de dezembro, não pagou também o INSS dos servidores referente a dezembro, o que acarretou na retenção em 10 de janeiro de 2017 de um montante de R$ 157.810,00 (Cento e cinquenta e sete mil, oitocentos e dez reais). Portanto se somarmos o valor da folha de dezembro e todo o INSS de dezembro, ambos pagos em janeiro, chegamos a um montante de R$ 230.097,00 (Duzentos e trinta mil e noventa e sete reais) que deveriam ter sido pagos em dezembro, mas que na realidade foram pagos com a receita referente a atual gestão.
Dando continuidade, e de forma ainda mais devastadora para a atual gestão, foi com relação ao débito do INSS, nada menos que uma importância aproximada de R$ 3.700.000,00 (Três milhões e setecentos mil reais) que foram sonegados. Isso somado a mais R$ 396.000,00 (Trezentos e noventa e seis mil reais) de multa ocasionado pela sonegação do mesmo, chegamos a um valor aproximado de R$ 4.096.000,00 (Quatro milhões e noventa e seis mil reais), astronomicamente devastador para atual gestão. Esse fato vem ocasionando mês a mês, desde janeiro desse ano, retenções nos repasses, as quais vem inviabilizando que a atual gestão honre com todos os seus compromissos, tais como: folha de pagamento, fornecedores, reformas nas escolas, postos de saúde e demais despesas necessárias para que possamos fazer uma gestão que possa realmente atender todas as necessidades da população de Santa Maria. Se somarmos o valor da folha de dezembro que foi paga pela atual gestão com todas retenções que houveram até hoje, chegamos a um valor de R$ 919.145,85 (Novecentos e dezenove mil, cento e quarenta e cinco reais e oitenta e cinco centavos), um fato simplesmente estarrecedor, e que vem inviabilizando o trabalho da atual administração. Porém, gostaríamos de deixar bem claro, que não estamos medindo esforços para contornar o estado de calamidade encontrado em nosso município.
A partir de agora abordaremos o assunto relacionado ao concurso público realizado em 2014, na gestão da ex-prefeita a Senhora Celina Amélia Câmara, pois recentemente o prefeito recebeu uma Notificação de nº 001221/2017 do TCE/RN, cobrando providências sobre a entrega da documentação que teria legalizado o referido concurso, assim como as posteriores nomeações. Cobrança que na época foi feita por três vezes a gestora, mas conforme consta nos altos do Processo de nº 019103/2014 – TCE/RN, até o término do seu mandato, a mesma não teria feito a entrega da referida documentação. Porém o prefeito Pedro Henryque, juntamente com toda a equipe técnica do município, tem reunido todos os esforços necessários para que a notificação do TCE/RN seja atendida o mais rápido possível. Logo, estamos todos empenhados para tentar encontrá-la, uma vez que no processo de transição, por não ter tido a participação de todos os setores daquela administração, não fizeram sequer menção a tais documentos. E deixar bem claro que a atual gestão, nada tem a ver com tal notificação, ao contrário do que tem sido veiculado de forma totalmente caluniosa por alguns servidores em gravações que foram disseminadas nas redes sociais. Gostaríamos de deixar claro que não passa de uma fábula que está sendo utilizada por algumas pessoas que estão encabeçando esse movimento, no intuito de denegrir a imagem do nosso prefeito, porém todas as medidas legais cabíveis estão sendo tomadas para sanar essa problemática. Dessa forma, levantamos também a bandeira do nosso Egrégio Tribunal, afirmando que o mesmo trabalha totalmente dentro da legalidade, portanto, não passa de uma completa aberração dizer que temos qualquer autoridade ou influência sobre tão nobre instituição.
Diversas obras de nosso município foram totalmente esquecidas pela gestão anterior, obras como: 1 – Construção de quadra de esportes na Comunidade de Jurumenha, obra no valor de R$ 199.000,00 (Cento e noventa e nove mil reais), a mesma estava com o contrato com a caixa econômica vigente desde do final da gestão do senhor Nilson Urbano, até 10 de fevereiro de 2016, e por não ter sido sequer iniciada, foi cancelada e o recurso teve que ser devolvido. 2 – Construção de quadra de esportes descoberta no município de Santa Maria, foi iniciada na gestão do senhor Nilson Urbano, porém pelo fato da gestão da senhora Celina não ter dado andamento a obra, e nem sequer renovado a vigência do contrato com a caixa que se encontrava vigente até 10 de maio de 2013, a mesma também foi cancelada, e o restante do recurso no valor de R$ 78.000,00 (Setenta e oito mil reais) também teve que ser devolvido. 3 – Construção do ginásio de esportes no município de Santa Maria, obra no valor de R$ 390.000,00 (Trezentos e noventa e oito mil reais), teve início na gestão do senhor Nilson Urbano, porém a gestão da senhora Celina não deu andamento a mesma, encontrando-se no momento paralisada. Importante salientar que quando uma obra encontra-se paralisada por desídia do gestor, e o mesmo nem sequer renova o contrato, além de ser cancelada, todo o valor investido deve ser devolvido caso o gestor atual não torne a mesma pelo menos funcional com recursos próprios, foi o que aconteceu no caso da quadra de esportes descoberta de nosso município, um ato de total irresponsabilidade por parte da gestão anterior.
Como ações efetivas para sanarmos o caos no qual o município de Santa Maria encontra-se imerso, temos primeiramente ações com relação a falta de recursos. Nosso prefeito somente nesses oito primeiros meses de sua gestão, já conseguiu viabilizar nada menos do que R$ 990.000,00 (Novecentos e noventa mil reais) em emendas parlamentares. Recursos esses que serão destinados à pavimentação, à saúde na compra de medicamentos e equipamentos, em academias públicas atuando também na saúde de forma preventiva, entre outros. Estamos elaborando inclusive um projeto de reforma da Escola João Marques, onde o prefeito está viabilizando, em uma emenda no valor estimado de R$ 1.000,000,00 (Um milhão de reais), um verdadeiro e real melhoramento no ensino do nosso município, transformando-o em uma referência em nosso estado. Além de toda climatizada, a mesma será totalmente reformada, recebendo todos os equipamentos e estrutura necessários para que possamos proporcionar aos nossos alunos, não só uma educação de qualidade, mas também com mais dignidade. Proporcionando consequentemente aos nossos professores melhores condições de trabalho. Implantaremos também o ponto eletrônico em todas as outras secretarias, para que dessa forma, possamos moralizar toda a administração pública de nosso município. Realizamos um recadastramento, onde foram identificadas as mais diversas anomalias, que já estão recebendo o devido tratamento legal. Iniciamos uma auditoria em nossa folha de pagamento, onde serão sanados todos os casos que não estiverem estritamente dentro da legalidade. Tudo será feito respeitando o devido processo administrativo, e com o direito constitucional a ampla defesa. Passaremos também a cobrar efetivamente os impostos em nosso município, apesar de ser tida como impopular, está medida além de ser estritamente necessária para o equilíbrio econômico financeiro de nosso município, devemos viabilizá-la por imposição legal, sob pena de termos que arcar com o ônus pela não cobrança dos mesmos.
O prefeito afirma que devido à crise financeira Nacional, onde obviamente o município de Santa Maria também está imerso, não tendo mais como depender somente dos repasses federais e estaduais para arcar com suas despesas, por esse motivo se faz tão necessária a intensificação na cobrança de impostos. Além disso, tem tomado todas as providências legalmente possíveis para manter em dia o pagamento do funcionalismo do município, como no caso dos professores, que mesmo com a considerável diminuição nos repasses feitos para o FUNDEB, o município vem se desdobrando e injetando mais de 500 mil reais só este ano para cobrir as despesas com o quadro de pessoal da educação. Mesmo assim, como se estivessem alheios a todas as dificuldades supramencionadas, os professores deflagraram uma greve que já dura algumas semanas, acompanhada também de várias manifestações, apesar de por diversas vezes, nosso prefeito e sua equipe técnica, terem se reunido com o Sinte e explanado todos os problemas enfrentados. Importante salientar que em certa ocasião, mais precisamente no dia 22 de agosto de 2017, dia esse posterior a uma grande manifestação da classe de professores, foi marcado de forma imediata uma reunião com o dirigente do Sinte, o senhor Adilson, e que nesta ocasião foi solicitado ao mesmo que reunisse uma comissão de mais quatro representantes da classe. Na ocasião o prefeito reuniu novamente sua equipe técnica, porém nenhum representante da referida instituição se fez presente.
Ao invés disso, através de ofício marcaram uma outra reunião, que ocorreria no mesmo dia em que organizaram uma nova manifestação, dessa vez até carro de som utilizaram para convocar toda a população. Demonstrando desta forma, que nada mais queriam fazer do que autopromoção, ou seja, politicagem, ao invés de sentar e realmente tentar resolver os problemas pelos quais os mesmos alegam estarem enfrentando por culpa do Prefeito. Como se Santa Maria, assim como o prefeito, tivessem a obrigação de não estarem imersos nessa crise, que diga-se de passagem, além de nacional, é uma crise sem precedentes em toda a história de nosso país, e ainda por cima tendo herdado a dívida supramencionada. São atitudes como essas que nos levam a crer que, ao invés de reconhecer que é uma completa insanidade imputar a atual gestão o fardo dessa crise. De maneira oposta ao que dizem defender, através de informações caluniosas, preferem denegrir a imagem de nosso gestor maior. Onde deveriam estar apoiando a atual gestão na busca de alternativas e soluções que viessem a viabilizar o progresso em nosso município. Por último, não poderíamos deixar de esclarecer o último episódio, onde foi afirmado por alguns servidores em redes sociais que, “haviam marcado através de um ofício, uma reunião no dia 29 de agosto de 2017 com a atual gestão, e que a mesma não havia comparecido”, tendo o prefeito por esse motivo, “faltado com o respeito com a classe de professores”. Importante ressaltar que a disseminação de informações caluniosas além de ser crime, não irá ajudar o município de Santa Maria em absolutamente nada.

FONTE: Diário Potengi

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

HOJE 07 de Setembro – Dia da Independência do Brasil

Acima, o quadro “O Grito do Ipiranga”, pintado por Pedro Américo
O Dia da Independência do Brasil é celebrado em 07 de setembro, dado que foi nesse dia em que, às margens do rio Ipiranga, D. Pedro tornou o país independente.
“O Grito do Ipiranga”
Independência do Brasil é celebrada em todo dia 07 de setembro. Essa comemoração acontece desde a época do Primeiro Império, que, a cada ano, rememorava a ocasião em que o país se tornou independente de Portugal no ano de 1822. O processo de independência do Brasil teve como principais atores históricos, além do príncipe regente D. Pedro (que se tornou o imperador D. Pedro I), alguns representantes da elite interessada na ruptura entre Brasil e Portugal. Entre esses representantes, encontrava-se aquele que também se tornou um dos maiores articuladores do Império, José Bonifácio de Andrada e Silva.
De certa forma, a possibilidade de um “Brasil independente” remonta à época da vinda da família real para o Brasil em 1808, acontecimento que inaugurou em nosso país o chamado Período Joanino. D. João VI veio com sua corte para o Brasil por ter se recusado a ser conivente com a política do Bloqueio Continental, imposta por NapoleãoBonaparte contra o Reino Unido. Como Portugal possuía importantes acordos econômicos com os ingleses, D. João VI achou por bem desobedecer às ordens do imperador francês e abandonar a Península Ibérica, sendo escoltado por navios ingleses até a costa brasileira.
Nessa época, o Brasil foi alçado à condição de Reino Unido, junto a Portugal e Algarves, deixando assim a condição de ser colônia. Muitas das ações empreendidas por D. João VI no Brasil durante o período em que aqui esteve (1808-1821) colaboraram para que o país ganhasse uma relevância que ainda não possuía. Essa relevância tinha dimensões econômicas, políticas e culturais. Entretanto, nos anos que seguiram após o fim da Era Napoleônica (1799-1815), Portugal passou por intensas turbulências políticas. Essa situação exigiu a volta do rei D. João VI com sua corte em 1821.
O rei português deixou no Brasil como seu representante D. Pedro, seu filho, que recebeu o título de príncipe regente. Durante o ano de 1821 e até os primeiros dias do mês de setembro de 1822, as turbulências políticas de Portugal fizeram-se refletir também no Brasil. As assembleias que ocorriam em Lisboa (que contavam também com representantes brasileiros) ganhavam pautas que defendiam o retorno de Portugal como o centro político do referido Reino Unido e, por consequência, a submissão do Brasil à sua posição.
Ao mesmo tempo, em terras brasileiras, o príncipe regente, orientado por representantes das elites políticas locais, promovia uma série de reformas que desagradavam as elites lusitanas. As ações de de D. Pedro mobilizaram a corte portuguesa a pedir a sua volta imediata para Portugal no início de 1822. D. Pedro recusou-se a abandonar o Brasil e, em 09 de janeiro, optou pela sua permanência no país. Esse dia ficou conhecido como Dia do Fico.
As indisposições entre Portugal e Brasil continuaram ao longo do primeiro semestre de 1822. Esse período de intensas discussões e propostas direcionadas à efetivação da independência foi exaustivamente estudado por muitos historiadores, tanto portugueses quanto brasileiros. No Brasil, destacam-se os nomes de Oliveira Lima e Nelson Werneck Sodré. No mês de setembro, as cortes portuguesas deram um ultimato para D. Pedro voltar para Portugal, sob ameaça de ataque militar. O príncipe que estava em viagem ao estado de São Paulo recebeu a notícia e, antecipando uma decisão que já estava quase nas “vias de fato”, declarou o país independente às marges do rio Ipiranga, no dia 07. Esse gesto implicaria a futura organização do país enquanto nação e enquanto império, um projeto que não era fácil de ser conduzido, como acentua o historiador Boris Fausto:

REFLEXÃO PARA O DIA DE HOJE!

“A água de boa qualidade é como a saúde ou a liberdade: só tem valor quando acaba.” (JOÃO GUIMARÃES ROSA)

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

URRA, PF usou 7 máquinas e levou 14 horas para contar R$ 51 mi do bunker de Geddel

Foram apreendidos incríveis R$ 51 milhões – R$ 42.643.500,00 e US$ 2.688.000,00; dinheiro será depositado em conta judicial
Dinheiro foi apreendido em "bunker"
A Polícia Federal usou sete máquinas para contar os R$ 51 milhões apreendidos no bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB). A conferência da dinheirama atribuída a Geddel levou 14 horas para terminar – atravessou praticamente toda a terça-feira, 05, e invadiu o início da madrugada desta quarta-feira, 06.
Foram apreendidos incríveis R$ 51 milhões – R$ 42.643.500,00 e US$ 2.688.000,00. O dinheiro será depositado em uma conta judicial. É a maior apreensão de dinheiro vivo no País.
O valor em dólar foi convertido para real e chegou a R$ 8.387.366,40. Foi usada a cotação de venda desta segunda pelo Bacen – 1 dólar = 3,1203 reais.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

O Governador Robinson Faria tem até o próximo dia 22 para exonerar os funcionários admitidos na UERN


O Governador Robinson Faria tem até o próximo dia 22 para exonerar os funcionários admitidos na UERN sem concurso. Veja abaixo a declaração só Supremo Tribunal Federal ainda em 2016.

“Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) declararam a inconstitucionalidade de dispositivos de uma lei potiguar que assegurava a permanência dos servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) – admitidos em caráter temporário sem prévia aprovação em concurso público. A decisão foi tomada pelo Plenário da Corte na tarde dessa quinta-feira (22) – 2016 – de forma unânime.

Os ministros consideraram que a norma fere a autonomia administrativa, financeira, didática e científica assegurada às universidades (inconstitucionalidade material), além de conter vício de iniciativa (inconstitucionalidade formal), na medida em que foi usurpada a iniciativa privativa do governador. Relator da ação, o ministro Dias Toffoli, afirmou, entretanto, que nada impede que o estado realize convênios, inclusive com instituições privadas, para oferecer assistência judiciária gratuita.

Na ADI, a então governadora do Rio Grande do Norte sustentou que a lei ofende os dispositivos da Constituição Federal (artigos 5º, inciso LXXIV, e 134) que estabelecem que a assistência jurídica gratuita aos necessitados deve ser prestada exclusivamente pela Defensoria Pública.

Além disso, sustentou que a lei viola ainda o artigo 207 da Constituição Federal, na parte em que concede às universidades autonomia didático-científica, e o artigo 37, inciso X, ao prever pagamento de remuneração ao estudante plantonista. Outro argumento exposto na ADI foi o de que, por impor obrigação a secretarias estaduais, a norma deveria ser de iniciativa do chefe do Executivo estadual e não de membro do Legislativo.