ULTIMAS NOTÍCIAS

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

BOA NOITE!


TRE começa biometria em dez municípios

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte começará na próxima semana mais uma etapa do recadastramento biométrico. Serão atingidos 10 municípios, totalizando 141.446 eleitores.

A partir do próximo dia 9 a biometria extraordinária começará em Ceará-Mirim e Pureza. A presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Zeneide Bezerra, esclareceu que no pleito de 2016 os dez municípios já estarão votando exclusivamente com a biometria.

Além de Ceará-Mirim e Pureza, estão incluídos também Senador Elói de Souza, Lagoa de Pedras, Afonso Bezerra, Caicó, Jardim de Piranhas, Pendências, Alto do Rodrigues e Galinhos.

Divergências entre Dilma e Temer crescem – e eles mal se falam

As divergências entre a presidente Dilma e o vice-presidente Temer são mais profundas do que parecem. Eles alimentam desconfianças mútuas. Um acha que está sendo sabotado pelo outro. Mal se falam(Ueslei Marcelino/Reuters)

Dilma Rousseff e Michel Temer nunca foram muito próximos. Durante boa parte do primeiro mandato, o grau de consideração da presidente por seu vice podia ser medido pela importância das tarefas que lhe eram delegadas no dia a dia do governo. O vice sempre pairou em Brasília como figura decorativa, encarregado basicamente das agendas internacionais que a presidente não se dispunha a cumprir. Com a popularidade alta, a economia cambaleante mas ainda de pé e sem as revelações demolidoras da Operação Lava-Jato, manter Temer à margem das decisões importantes, mesmo ele carregando a faixa de representante do maior partido do Congresso, o PMDB, nunca chegou a gerar maiores abalos para Dilma. As dificuldades econômicas, as revelações da roubalheira no petrolão e a meteórica queda de popularidade construíram um cenário ideal para uma crise sem precedentes. Em momentos assim, dizem os especialistas, se não houver o mínimo de tranquilidade no Parlamento, o risco de um tsunami atingir o Palácio do Planalto não pode ser minimizado. Há quatro meses, Temer recebeu da presidente autorização para atuar e evitar que isso acontecesse. Obteve sinal verde para negociar cargos, emendas e até projetos em nome da estabilidade. Na semana passada, ele renunciou à tarefa. O motivo: Dilma, de novo, tirou-lhe os poderes.

Diferentemente do primeiro mandato, as relações da presidente e seu vice não podem mais ser definidas nem como apenas protocolares. Dilma acredita que Temer conspira contra ela. Temer acredita que Dilma conspira contra ele. Os dois mal se falavam desde que o vice-presidente concedeu uma surpreendente entrevista em que reconheceu a gravidade da crise instalada no governo e, ao que parecia, desincumbia a presidente da tarefa de conciliadora. "É preciso que alguém tenha a capacidade de reunificar a todos", disse Temer. Dilma não gostou. Os assessores mais próximos da presidente interpretaram o movimento do vice como um aceno pessoal aos setores mais insatisfeitos da sociedade. Ele seria a solução da crise, não ela. A teoria da conspiração ganhou mais um ingrediente quando Dilma tomou conhecimento pela imprensa de encontros de Temer com empresários para discutir a agenda política do país. Na versão de um auxiliar do vice, até uma reunião com o ex-presidente Lula com a bancada do PMDB foi classificada como ação conspiratória. "Era como se existisse um governo Temer e outro governo Dilma", diz um auxiliar palaciano. Aconselhada pelos ministros mais próximos, a presidente mudou de estratégia.

Enquanto Temer se desgastava para reconstruir pontes com a base aliada do Congresso, Dilma tentou cooptar aliados do vice dentro de seu próprio partido, o PMDB. Sem que ele soubesse, ela chamou ao Palácio o líder da bancada do PMDB na Câmara, deputado Leonardo Picciani, e o presidente do diretório do partido no Rio de Janeiro, Jorge Picciani, pai do líder do PMDB, ambos ligados ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Em troca de cargos, Dilma queria que os dois peemedebistas atuassem para tentar frear as hostilidades de Cunha. O problema é que essa era uma das missões de Michel Temer. Também sem avisar, Dilma autorizou Giles Azevedo, seu antigo chefe de gabinete, a negociar diretamente com parlamentares da base a defesa do governo diante de CPIs criadas no Congresso. Para agradar aos parlamentares, Temer prometera liberar 500 milhões de reais em emendas e se comprometera a viabilizar centenas de nomeações para cargos do segundo e terceiro escalão da máquina federal. Dilma não só ignorou solenemente as tratativas que o vice já havia chancelado como passou a refazer pessoalmente os acordos.

Projeto reduz salários de vereadores de pequeno município paraibano para R$ 788,00


Iniciativas populares que obrigaram a redução de salários de vereadores em câmaras municipais de cidades no Sul do país, a exemplo de Paranaguá (PR), Mauá da Serra (PR), Santo Antônio da Platina e Jacarezinho chegou à Paraíba, a diferença é aqui a iniciativa partiu da própria Casa legislativa, através do vereador Juan Pereira (PSDB), que protocolou Projeto de Lei, propondo a redução dos subsídios de vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários do município de Sumé, localizado na microrregião do Cariri Ocidental da Paraíba.

Como os subsídios de vereadores, prefeitos, vice-prefeitos são fixados pelas legislaturas que antecedem as que serão eleitas, o vereador Juan Pereira, protocolou Projeto de Lei estabelecendo a redução dos salários dos agentes públicos para a próxima legislatura.

O projeto pode não contar com a simpatia dos agentes públicos, mas com certeza terá o apoio da maioria absoluta da população de Sumé, de acordo com o projeto a partir da próxima legislatura, ou seja, a partir de 2017, o teto máximo para os vereadores (inclusive do presidente da Câmara) será fixado em R$ 788,00 (salário atual vigente), o do prefeito em R$ 7.880,00 (correspondente a 10 salários mínimos), vice-prefeito e secretários em R$ 3.394,00 (correspondente a 5 salários mínimos).

O Projeto de Lei estabelece ainda que qualquer alteração nos subsídios desses agentes públicos, durante a próxima legislatura, terá que obrigatoriamente passar por uma consulta popular mediante plebiscito.

Confira a integra do Projeto de Lei, que foi protocolado na Câmara Municipal de Sumé, no dia 24.08.2015.

Projeto de Lei

“Fixa o teto e os critérios para alteração no subsídio mensal dos Vereadores, Prefeito, Vice-Prefeito e Secretários do município de Sumé Paraiba.

Art. 1º: O teto para o subsídio mensal dos Vereadores para as próximas legislaturas fica estabelecido em 01 (um) salário mínimo, nos valores de hoje, somando R$ 788,00.

§ 1º: O subsídio mensal do Presidente da Câmara será rigorosamente igual ao dos outros vereadores, sendo vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória que diferencie.

§ 2º: A ausência do vereador às sessões ordinárias, sem justificativa plausível apresentada por escrito ao Presidente da Câmara, implicará o desconto da quantia equivalente a 15% por falta no pagamento do próximo subsídio.

Art. 2º: O teto para o subsídio mensal do Prefeito Municipal para as próximas investiduras fica estabelecido em 10 (dez) salários mínimos, nos valores de hoje, somando R$ 7.880,00 (sete mil oitocentos e oitenta reais).

Art. 3º: O teto para o subsídio mensal do Vice-Prefeito e dos Secretários de Governo do município para as próximas investiduras fica estabelecido em 05 (cinco) salários mínimos, nos valores de hoje, somando R$ 3 .394,00 (três mil trezentos e noventa e quatro reais).

Art. 4º: Fica assim determinado que o Presidente da Câmara dos Vereadores somente poderá levar toda e qualquer nova proposta de aumento de quaisquer dos itens que compreendem o subsídio mensal dos membros desta casa ou dos cargos de Prefeito, Vice-Prefeito e Secretários Municipais, mediante a consulta e aprovação prévia do referido projeto por parte da população da cidade e seus distritos.

§ 1º: A consulta popular se realizará mediante plebiscito, organizado pela Câmara de Vereadores e contemplará a população de Sumé e seus distritos, em dia, hora e local amplamente divulgados pelos principais veículos de comunicação do município, como;

§ 2º: A equipe responsável pela aplicação, controle e contagem dos votos coletados no plebiscito deverá ser composta por membros dos Conselhos Municipais de Sumé, indicados mediante sorteio público, sob a supervisão do poder judiciário.

§. 3º: Fica a cargo da Câmara de Vereadores garantir a segurança e a idoneidade do processo de consulta popular, devendo esta buscar apoio junto a órgãos e instituições públicas como a Polícia Militar da Paraíba e a Ordem dos Advogados do Brasil.


Art. 5º: O salário mínimo de referência é o vigente na data de 24 de agosto de 2015, no valor de R$ 788,00 (setecentos e oitenta e oito reais), sendo que, ainda que este venha a sofrer alterações no futuro, qualquer reajuste na remuneração dos Vereadores, Prefeito, Vice-Prefeito e Secretários Municipais só poderá ser realizada mediante aprovação popular indicada em plebiscito, conforme artigo 4º desta lei.

SEGUNDA FEIRA


Preço do botijão do gás vai aumentar em 15% nas refinarias a partir desta terça-feira

Mais um aumento para o consumidor. O Sindigás informou que a partir desta terça-feira o Gás GLP (o gás de botijão) terá reajuste médio de 15% no preço praticado pelas refinarias, de acordo com comunicado enviado pela Petrobras às distribuidoras na tarde desta segunda-feira. Esse é o primeiro aumento desde dezembro de 2002. O repasse vale para os botijões de até 13 quilos. Segundo estimativas do mercado, a expectativa é que o reajuste seja repassado integralmente ao consumidor, já que as empresas do setor vêm sofrendo com o aumento dos custos, como o de energia elétrica e frete.
Hoje, são comercializados 7,3 milhões de toneladas de GLP por ano no Brasil. Desse total, 72% são concentrados em botijões de até 13 quilos. Segundo Sergio Bandeira de Mello, presidente do Sindigás, são comercializados 35 milhões de botijões por mês em 100% dos municípios do país.

Salário mínimo proposto para o ano de 2016 é de R$ 865,50

Pela primeira vez, o governo entregou ao Congresso Nacional um projeto de Orçamento prevendo gastos maiores que as receitas (déficit). A estimativa para 2016 é de déficit de R$ 30,5 bilhões, o que representa 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com o ministro Nelson Barbosa, do Planejamento.
O documento traz ainda a previsão de crescimento econômico de 0,2% no ano que vem. A inflação estimada pelo governo é de 5,4%, e o salário mínimo proposto é de R$ 865,50.
Em entrevista no Palácio do Planalto nesta segunda-feira (31), Nelson Barbosa afirmou que o governo continuará adotando medidas para melhorar os resultados das contas públicas em 2016 por meio do aumento de tributos e venda de participações acionárias, além de novas concessões.

Jardim de Angicos: Esse final de semana tem festa no Batistão Casa Show.


PIADA DO BLOG

ONDE ESTA A POLÍCIA?

O cara está passeando em uma rua do bairro da Aldeota em Fortaleza-CE quando alguém lhe pergunta:
— Ei, amigo... Você viu algum policial por aí?
— Infelizmente não.
— Então passa a grana, o celular e o Rolex, isso é um assalto!

Prefeituras estão com problemas financeiros graves

Cerca de 60% dos prefeitos paraibanos não têm como pagar as contas da administração pública municipal. Significa que 133 gestores estão com problemas financeiros graves. E a tendência é que a situação fique ainda pior se a crise que assola o Brasil continuar. É o que garante o presidente da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), Tota Guedes. Ele revelou que, dentro desse percentual, os gestores estão tendo que optar entre pagar os salários dos servidores ou quitar as dívidas com os fornecedores.
“Mais de 60% dos prefeitos, não estão em condição de pagar o que devem. E se continuar do jeito que vai daqui para o final do ano vai ser difícil eles cumprirem esses compromissos, principalmente com fornecedores. Porque os recursos que eles estão recebendo são menores que o ano passado, com uma despesa maior”, lamentou Tota Guedes.
Do jornal Correio da Paraíba:

Marginal da BR-101 será interditada para jogo entre Flamengo e Avaí em Natal

A Polícia Rodoviária Federal vai interditar parte da marginal da BR-101, na zona Sul de Natal, na próxima quarta-feira (2). O motivo a realização do jogo entre Flamengo e Avaí, que acontece na Arena das Dunas e é válido pela Série A do Campeonato Brasileiro.
De acordo com a PRF, a interdição acontece a partir das 19h no trecho da marginal ao lado do estádio, que liga a avenida Prudente de Morais à BR-101. Os veículos que seguirão sentido à zona Sul da cidade deverão entrar no bairro de Nova Descoberta para ter acesso a essa região da cidade.
Ainda segundo a PRF, a interdição deve acontecer até à Meia Noite ou, se houver condições de segurança, um pouco antes. A partida entre Flamengo e Avaí é válida pela 22ª rodada do Brasileirão e começa às 21h.
Tribuna do Norte

Dólar sobe e chega a atingir R$ 3,68, maior nível desde 2002; Bolsa cai

O dólar comercial operava em alta nesta segunda-feira (31) e chegou a bater R$ 3,68, no maior nível desde 16 de dezembro de 2002, quando atingiu R$ 3,70 durante o dia. Depois, a moeda reduziu a alta. Por volta das 12h45, o dólar subia 1,27%, a R$ 3,631 na venda. O valor do dólar varia ao longo do dia e, por isso, o valor de fechamento não necessariamente ficará perto do maior nível em 12 anos. No sentido contrário, a Bolsa caía 1,91%, a 46.252,43 pontos. Investidores estavam preocupados com as contas públicas brasileiras e com a possibilidade de o país perder seu grau de investimento.

Governo do RN iniciou debate sobre renovação do decreto de emergência por seca

A renovação do decreto de emergência para as cidades que estão sofrendo com a seca no Rio Grande do Norte foi tema de debate em reunião que aconteceu na sexta-feira (28) na Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape). O encontro reuniu o titular da Sape, Haroldo Abuana, e equipe técnica da secretaria, além do secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Mairton França, e representantes do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), Emparn, Caern, Defesa Civil estadual e Defesa Civil de Mossoró.
Neste primeiro encontro foi discutida a renovação do decreto, cuja validade se estende até a primeira semana de outubro e atualmente atinge 153 municípios no Rio Grande do Norte. Ficou decidido que na próxima reunião, agendada para quinta-feira (3), todos os órgãos envolvidos irão apresentar um parecer técnico com um mapeamento da situação hídrica dos municípios potiguares. A expectativa é que desse encontro saia o número de cidades a serem incluídas na renovação do decreto.

Fátima na lista dos 100 “Cabeças” do Congresso Nacional

O Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) divulgou, nesta segunda-feira (31), a lista dos “Cabeças” do Congresso Nacional em 2015. A senadora Fátima Bezerra está no seleto grupo dos mais influentes do Parlamento brasileiro em 2015.
Segundo o Diap, entre os atributos que caracterizam um protagonista no processo legislativo, destaca-se “a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão”.

Dilma: Não adiante insistir Henrique! O HUB da TAM vai para a terra de Lula: PE


BOA NOITE, VAMOS A REFLEXÃO !

“É graça divina começar bem. Graça maior persistir na caminhada certa. Mas graça das graças é não desistir nunca.”

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

A cantora Joelma anunciou que vai deixar a banda Calypso

A cantora Joelma anunciou que vai deixar a banda Calypso em dezembro. A afirmação foi feita nesta terça-feira (25), durante gravação do “Programa da Sabrina”, na Record. O clima entre o casal Joelma e Chimbinha, que se separaram recentemente, não era dos melhores no palco da emissora. Emocionada, a cantora surpreendeu a todos com a revelação.
“Em respeito aos meus fãs, quero dizer que fico na Calypso até o início de dezembro, depois vou seguir carreira solo. Sei que será difícil no início, porque sempre é, até eu conseguir [construir uma carreira novamente]”, declarou ela, que durante todo o discurso segurava uma das mãos de Sabrina. Constrangido e visivelmente nervoso, Chimbinha preferiu não comentar: “Não tenho nada a declarar”, disse à apresentadora. A atração deve ir ao ar no próximo sábado (29).
A notícia deixou os fãs na plateia desesperados. Eles começaram a chorar e lamentar a saída de Joelma. Nos bastidores, o guitarrista teria dito que tentaria impedir a declaração de ir ao ar, segundo apurou a reportagem do UOL.

Governo libera R$ 500 milhões para acalmar deputados e senadores

Um dia após a saída do vice-presidente Michel Temer da articulação política e do anúncio de que serão cortados 10 dos 39 ministérios, o governo federal liberou R$ 500 milhões em emendas parlamentares, recursos que os deputados e senadores destinam no Orçamento a projetos em seus municípios. O dinheiro é referente a “restos a pagar” de 2014, ou seja, emendas previstas no Orçamento do ano passado que não foram pagas.

BOM DIA!


terça-feira, 25 de agosto de 2015

Sape realiza 21ª Expo Lajes neste fim de semana

A Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape) realiza nos próximos dias 28, 29 e 30 a 21ª Exposição da Região Central – Expo Lajes, no Parque de Exposição Deputado Nélio Dias, em Lajes. O evento faz parte do Circuito Estadual de Exposições Agropecuárias, realizado anualmente pelo Governo do Estado por meio da Sape.

Para esta edição da Expo Lajes são esperados cerca de 1.200 animais. Estão sendo oferecidas 22 argolas para bovinos, 80 para caprinos e ovinos e mais 40 currais para os animais que irão participar do torneio leiteiro. Serão distribuídos R$ 7,5 mil em prêmios, entre torneio leiteiro, competição “Pega Bode” e o concurso “Garota Expo Lajes 2015”.

A abertura do evento está marcada para esta sexta-feira (28) às 20h, com a presença do secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca, Haroldo Abuana. A programação ainda inclui feira da agricultura familiar local, palestras educativas, atrações musicais e apresentações culturais.

A 21ª Expo Lajes é uma realização do Governo do Estado por meio da Sape, em parceria com a Prefeitura de Lajes e Associação de Criadores de Ovinos e Caprinos do Sertão Cabugi (Acosc). Entre as instituições que irão participar do evento estão Sape, Faern/Senar, Banco do Nordeste, Apasa, Emparn, Ancoc, Emater/RN, Idiarn e Governo Federal.

Americano especialista em corrupção chama Lava Jato de ‘sucesso notável’

Da Folha de S. Paulo

Aos brasileiros que não veem nada de positivo na realidade atual do país, o economista americano Robert Klitgaard dá um alento: há motivo de sobra para se orgulhar.

Considerado um dos maiores especialistas no estudo da corrupção, ele diz que a operação Lava Jato aplicou o tratamento de choque necessário para enfrentar o problema, ao fisgar “peixes graúdos” da política e do empresariado. “É um sucesso notável”, elogia.

Agora, afirma, é preciso aproveitar o momento para reformar o sistema. Conhecido por criar uma fórmula que descreve a corrupção como resultado de monopólio econômico e decisório aliado a déficit de transparência, ele diz que ela se aplica à perfeição ao escândalo na Petrobras. Leia trechos da entrevista concedida à Folha por telefone da Califórnia, onde Klitgaard vive.

Leia a entrevista abaixo

Folha – Qual a raiz da corrupção?

Robert Klitgaard – Costumo dizer a meus alunos que a ganância é como a gravidade. Pode-se direcioná-la, não mudá-la. Mas é possível mudar sistemas, como o de licitações que funcionou tão mal no caso da Petrobras, para assegurar que as metas de competitividade e preços sejam atingidas. Corrupção não é crime passional, é um crime econômico. O fator moral importa, mas se os riscos são muito baixos há mais tentação de praticá-la.

Não cabe ao governo dar lição de moral, mas estabelecer estruturas para que os incentivos, as recompensas e as punições estejam alinhados de forma que o resultado seja satisfatório. As pessoas gostam de achar que o problema são pessoas terríveis, malignas e amorais. Ou então generalizam e dizem coisas como “o Brasil inteiro é corrupto”. Em vez de pensar em pessoas, prefiro focar nas estruturas e nos incentivos que levam à corrupção.

Há países ou culturas com maior inclinação que outros para a corrupção?

Estudos indicam que há mais corrupção em culturas coletivistas do que nas individualistas. Mas isso é só parte da explicação. A verdadeira questão é como podemos reduzir os monopólios, tornar transparente o poder discricionário dos governos e aumentar a responsabilização para que as pessoas não tenham incentivos para ser corruptas.

O caso das Filipinas é incrível. Era um país provavelmente mais corrupto que o Brasil e fez um trabalho notável desde 2010, atacando o problema com definição de metas, coleta de dados e aprendizado de outros países. Há muitos outros exemplos no mundo. O mais importante é que, ao atacar a corrupção, esses países obtiveram avanços no crescimento econômico e no combate à pobreza. Uma medida útil é aplicar um choque no sistema. O Brasil é um bom exemplo disso, com as prisões de peixes graúdos no escândalo na Petrobras. É um sucesso notável.

Espero que os brasileiros se dêem conta de que estão dando um grande passo, que mostra que o combate à corrupção no país é coisa séria. Este é o momento de implementar reformas estruturais que reduzam o monopólio. É preciso subverter o sistema, entender como ele funciona, reunir governantes, empresários e especialistas internacionais para diagnosticar como esse esquema de suborno foi possível, a fim de evitar que ele se repita. É inteiramente viável e o Brasil está num ótimo momento para fazer issso.

Há relação entre combate à corrupção e desenvolvimento?

A resposta curta é que não existe uma correlação direta. Nos estágios iniciais de desenvolvimento, há casos como a da China, com altos índices de corrupção e de desenvolvimento. Agora o governo chinês se deu conta de que para avançar ao próximo estágio precisa combater a corrupção sistêmica, por isso esta tornou-se uma prioridade.

A corrupção sistêmica é fatal, ela afeta a estrutura e a credibilidade de um país. Para ser justo, esse não é o caso do escândalo da Petrobras. Ele cobrou um custo financeiro e político, mas não paralisou o sistema. Prova disso é a excelente resposta de seus procuradores e investigadores. O Brasil merece muito crédito por isso.

Em que medida a corrupção afeta o crescimento econômico?

É verdade que em geral os países ricos tem baixa corrupção e os países pobres tem alta corrupção. Se olharmos os exemplos de reformas bem sucedidas, deixando a econometria de lado, vemos imediatamente o aumento do investimento, a reducao da pobreza e a melhoria dos servicos publicos quando há queda na corrupção, portanto aí esta um relacao direta. O que não é surpresa, porque certos tipos de corrupcao desencorajam os investimentos.

O sr. estudou casos de corrupção em muitos países. O escândalo da Petrobras tem alguma particularidade?

É um caso clássico de sistema paralelo de contratos surgido por falta de transparência. Corrupção = Monopólio + Discricionariedade – Responsabilização. O Brasil tem o agravante de praticar o capitalismo do compadrio, que alimenta um oligopólio.

A vantagem, como já mencionei, é que o Brasil teve grande sucesso ao fisgar grandes peixes. É importante que os brasileiros reconheçam as coisas que estão funcionando. Há cidades com administrações de sucesso, como Curitiba, processos de licitação que dão certo e procuradores que fazem o seu trabalho.

Se eu fosse brasileiro eu pensaria: ok, temos uma falha sistêmica, mas não acharia que tenho uma predisposição cultural [para a corrupção]. Há um sistema de monopólio econômico e decisório com pouca prestação de contas dos governos. É essa equação que precisa ser corrigida. Existem duas formas de fazê-lo: uma é fritando os peixes graúdos. É bom, mas não basta. Falta diagnosticar os sistemas corruptos e trabalhar com o setor privado para repará-los. E, finalmente, parar de só reclamar do que está errado e reconhecer o que está dando certo, para que vire exemplo.

Aécio: governo foi irresponsável por não reconhecer gravidade da crise

O senador Aécio Neves (PMDB-MG) criticou nesta terça-feira (25) a admissão feita pela presidente Dilma Rousseff em que reconhece que errou na avaliação da situação econômica durante a campanha eleitoral do ano passado.

Para o tucano, um dos principais nomes de oposição à presidente, Dilma e o PT optaram por vencer as eleições presidenciais do ano passado ao invés de tomar medidas que pudessem, já na época eleitoral, minimizar os impactos da crise.

“A verdade é que a presidente estabeleceu a mentira como método. Foi assim que ela se conduziu durante toda a campanha eleitoral, e infelizmente, continua se conduzindo assim. Os alertas sobre o agravamento da crise fiscal do país foram feitos durante todo o processo eleitoral não apenas por nós, da oposição, mas por especialistas”, disse o senador.

Em entrevista à Folha e a outros dois jornais nesta segunda (24), Dilma afirmou que as dificuldades só ficaram mais claras entre os meses de novembro e dezembro de 2014, depois da sua reeleição, o que a fez demorar para perceber a gravidade da crise.

“A impressão que se tem é que ela vivia em outro país ou outro planeta. Quando busquei o debate sobre a necessidade de fazer os ajustes, a presidente me chamava de pessimista. A presidente fugiu de qualquer medida responsável que poderia hoje minimizar os efeitos dessa crise. A ação do governo não foi de desconhecimento, foi de irresponsabilidade porque optou por vencer as eleições mesmo sabendo da gravidade da situação”, disse.

Aécio criticou ainda a permanência do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, no cargo porque considera que ele não tem mais legitimidade para conduzir a equipe econômica do governo. “Temos um ministro da Fazenda que a cada votação no Congresso, a cada reunião da base, é desautorizado pela dinâmica do governo”, disse Aécio em referência ao recentes embates entre Levy e o núcleo político do Planalto.

Para Aécio, a estratégia da presidente de colocar na pasta um nome ligado ao mercado financeiro como forma de resgatar a credibilidade do governo não deu certo. “O que eu percebo e os brasileiros vêm percebendo é que a necessidade de colocar no Ministério da Fazenda alguém que conversasse com o mercado e minimamente resgatasse alguma credibilidade virou coisa do passado. Infelizmente, o Brasil é hoje uma nau desgovernada e o ministro não demonstra mais condições de impor a sua agenda ao Brasil”, disse.

O tucano tem se reunido com líderes da oposição para discutir como esta continuará a encaminhar a defesa do impeachment da presidente Dilma. Inicialmente, Aécio pretendia fazer uma grande reunião com todas as lideranças e com juristas que também defendem a saída da presidente.

No entanto, ele recuou da proposta e tem realizado pequenos encontros com alguns deputados e senadores. A decisão foi tomada porque ainda não há consenso no grupo sobre a melhor estratégia a ser adotada, com alguns parlamentares, inclusive, desistindo da ideia da saída de Dilma.

Geração de energia eólica no RN cresce 142% no primeiro semestre deste ano

No primeiro semestre de 2015, as usinas potiguares registraram 650 MW médios de energia, montante 142,6% maior do que o produzido nos seis primeiros meses do ano passado. Na sequência, aparece a Bahia, o Ceará e o Rio Grande do Sul.
Usinas potiguares registraram 650 MW médios de energia
O Rio Grande do Norte segue como principal gerador de energia eólica do país, segundo dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). No primeiro semestre de 2015, as usinas potiguares registraram 650 MW médios de energia, montante 142,6% maior do que o produzido nos seis primeiros meses do ano passado. Na sequência, aparece a Bahia, que triplicou sua geração eólica, com 406 MW médios (+297%), o Ceará com 362 MW médios (+48%) e o Rio Grande do Sul com 287 MW médios, aumento de 91% em relação ao montante gerado no mesmo período de 2014.
As usinas eólicas brasileiras aumentaram em 114% a produção de energia no primeiro semestre de 2015. De acordo com levantamento da CCEE, a geração média nos seis primeiros meses deste ano foi de 1.840 MW médios frente aos 860 MW médios alcançados no mesmo período do ano anterior.
A geração eólica também ganhou mais representatividade na matriz energética brasileira neste primeiro semestre. No fim de junho do ano passado, a fonte era responsável por 1,4% do total gerado de energia no Sistema Interligado Nacional – SIN. Atualmente, ela representa 3% de toda a energia produzida.
A capacidade instalada das 244 usinas eólicas cadastradas na CCEE chegou a 6.211 MW ao final do primeiro semestre de 2015. O crescimento é de 60%, em relação ao mesmo período do ano passado, quando a capacidade das 156 instalações em operação era de 3.891 MW. Os dados consolidados da CCEE apontam que o Rio Grande do Norte com 2.104 MW também segue na liderança em capacidade instalada da fonte, seguido por Ceará (1.301 MW), Rio Grande do Sul (1.300 MW) e Bahia (959 MW).
A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica é responsável por viabilizar e gerenciar a comercialização de energia elétrica no país, garantindo a segurança e o equilíbrio financeiro deste mercado. A CCEE é uma associação civil sem fins lucrativos, mantida pelas empresas que compram e vendem energia no Brasil. O papel da CCEE é fortalecer o ambiente de comercialização de energia – no ambiente regulado, no ambiente livre e no mercado de curto prazo – por meio de regras e mecanismos que promovam relações comerciais sólidas e justas para todos os segmentos do setor (geração, distribuição, comercialização e consumo).

Um morre e outro fica ferido ao tentar fugir de barreira policial


Um dos suspeitos não resistiu e morreu ao dar entrada no Hospital Regional Tarcísio Maia. O outro suspeito baleado foi socorrido com vida e permanece internado.

Jacks (detalhe) morreu a caminho do Hospital Tarcísio Maia
Uma barreira policial realizada por policiais do Grupo Tático Operacional Rodoviário (GTOR), no conjunto Abolição III, na noite de domingo, 23, terminou com perseguição, um suspeito de assalto morto e outro ferido. Os policiais foram informados que dois homens em uma motoneta Traxx haviam praticado um roubo a uma mulher nas proximidades do local onde estava sendo feita a barreira.
Partindo da informação e das características dos suspeitos, os policiais saíram em diligências, e, em poucos instantes, a polícia se deparou com a dupla suspeita. Segundo registro dos policiais, foi dada voz de parada, mas os dois jovens não obedeceram e em vez disso, um deles sacou a arma e disparou contra a viatura do GTOR. Houve revide e os dois ocupantes da motoneta acabaram sendo baleados e socorridos pela própria polícia para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM).
Um dos suspeitos, identificado como Jacks Douglas Dantas de Moura, 20 anos, do bairro Belo Horizonte, não resistiu e morreu ao dar entrada no hospital. O outro suspeito baleado, identificado por Kaio Araújo, 21 anos, residente no bairro Doze Anos, foi socorrido com vida e permanece internado do Hospital Regional Tarcísio Maia. Jacks Douglas esteve preso na Cadeia Pública Juiz Manoel Onofre de Souza, por suspeita de tráfico de drogas e havia conseguido um alvará de soltura, concedido pela Justiça recentemente.

Policiais ainda aguardam resultado das reivindicações junto ao Governo Federal

Fiscalizações podem ser intensificadas em protesto
Os servidores da Polícia Rodoviária Federal (PRF) decidiram aguardar mais uma semana pela resposta do Governo Federal sobre as reivindicações da categoria, apresentadas na semana passada. Os PRFs já decretaram “estado de greve” desde então, quando sinalizaram sobre a possível mobilização.
As atividades grevistas dos policiais foram adiadas devido a um pedido do próprio Governo Federal, como explica o inspetor Carlos Kleber. “O Governo pediu adiamento até o final desde mês, então resolvemos que vamos esperar até a próxima sexta-feira, 28″, explica.
O inspetor da PRF, Carlos Kleber, explica que a greve da categoria se dá de forma diferente das demais. “Por se tratar de um setor de segurança pública, então, em vez de paralisar as atividades, nós intensificamos as fiscalizações, o que de certa forma atrasa o trânsito nas rodovias e chama atenção, pois paramos todos os veículos”, afirma.
Até o momento, segundo o inspetor, não há nenhuma assembleia marcada, mas o Sindicato da PRF (SINDPRF-RN), que segue as decisões nacionais da categoria, deve orientar sobre as próximas atividades.
Em Mossoró são 48 policiais rodoviários federais, já no Rio Grande do Norte o número é aproximado a 300. A categoria pede como pauta principal a reestruturação de carreira, de funções administrativas, reajuste salarial, entre outros pontos. “Não temos como afirmar agora como serão as atividades, caso seja decidido pela greve. Vamos aguardar as orientações do sindicato, mas caso o governo não ofereça contra proposta, já pode começar do próximo sábado”, continua.

Assu lidera Segunda Divisão do Estadual

Assu venceu o Mossoró por 3 x 0 no Estádio Nogueirão
O Assu começou sua caminhada na Segunda Divisão do Campeonato Estadual deste ano com uma amostra dos seus objetivos: voltar à elite do futebol norte-rio-grandense. Na estreia, que aconteceu sábado passado, 22, no Estádio Nogueirão, a equipe da região do Vale ignorou o fator de atuar fora de casa e venceu o Mossoró Esporte Clube por 3  x 0.
Com este resultado, o Camaleão do Vale ocupa a liderança da competição, já que no outro jogo da primeira rodada o Santa Cruz de Natal e o Atlético Potengi empataram por 2 x 2, no Estádio Nazarenão, que fica na cidade de Goianinha. Por outro lado, o representante mossoroense fica na lanterna, sem somar ponto e com um saldo de gols negativo.
A rodada seguinte da Segundinha do Estadual de futebol está marcada para o próximo sábado, 29. Novamente no Estádio Nogueirão, às 16h, o Mossoró Esporte Clube recebe o Santa Cruz para tentar deixar a última colocação, enquanto o líder Assu joga em casa, no Estádio Edgarzão, às 20h, contra o Clube Atlético Potengi.
A Segunda Divisão é um campeonato rápido, com previsão de término para 26 de setembro. Até lá, todos os quatro participantes se confrontam em partidas de ida e volta, sendo o campeão aquele que somar o maior número de pontos nesse período. Além de levantar a taça, o time melhor colocado também assegura vaga na primeira divisão do Campeonato Estadual 2016.

Retrato do Brasil é um só

E o retrato do Brasil é um só:
Em Aracaju, onde me instalei nos últimos dias – até hoje – nada diferente da realidade de Natal.
Na 6ª feira, no primeiro telejornal da afiliada da Globo, foram registrados, só da noite da 5ª, arrastão em dois ônibus, assalto a taxista, assassinato de mototaxista…
No sábado, fuga de 20 presos com um agente penitenciário morto, e só um preso recapturado.
Presídio com capacidade para 800, abrigando 2.400.
Fato que ocupou o noticiário do dia.
E nesta 2ª feira, no primeiro noticiário do dia, o balanço com o saldo do fim de semana: 15 mortes violentas.
Mais:
Tribunal de Justiça votou contrário ao pedido do Governo do Estado que quer usar 70% dos depósitos judiciais para pagar folha de pagamento.
Caso será apreciado pela Assembleia Legislativa de Sergipe.
Qualquer semelhança é mera coincidência.
Rio Grande do Norte, governo do PSD, parceiro do Planalto.
Sergipe, governo do PMDB, sócio do Planalto.

Para Agripino, cortar ministérios só agora não garantirá ‘selo de qualidade’ ao governo Dilma

Do senador José Agripino Maia sobre o possível corte de 10 ministérios do governo Dilma Rousseff:
“O problema deste governo é que ele não age por convicção, só age sob pressão. Dez ministérios a menos dariam credibilidade a Dilma se ela tivesse tomado esta atitude antes de assumir a Presidência. A medida agora, que se adotada será bem-vinda, não dará ‘selo de qualidade’ ao governo, até porque o que é feito sob pressão não recupera credibilidade”.

Tabeliã substituta de cartório em São Gonçalo e marido são presos

Polícia investiga fraudes e possível caixa dois feito no cartório.

A equipe de policiais civis de São Gonçalo do Amarante, sob o comando do delegado Raimundo Rolim, prendeu Denise Gomes Máximo, tabeliã substituta do 1º Ofício de Notas, cartório daquela cidade, bem como o marido dela Henrique Silva de Souza.

Na casa deles, foram apreendidos arma, dinheiro e documentos que deveriam estar no cartório. De acordo com o delegado Rolim a tabeliã é suspeita de fraudes e caixa dois no cartório de São Gonçalo.

“Henrique vai ser autuado por posse e receptação de arma de fogo e a Denise vai ser autuada por supressão de documento, art. 305, do Código Penal Brasileiro, mas temos fortes indícios de fraudes e caixa dois no Cartório do 1º Ofício de Notas de São Gonçalo do Amarante”, comentou.

O crime de supressão de documento é: Art. 305 - Destruir, suprimir ou ocultar, em benefício próprio ou de outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular verdadeiro, de que não podia dispor. Ele tem pena de reclusão, de dois a seis anos, e multa, se o documento é público, e reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é particular.

Suspeitos de estupros decidem confessar crimes e que fariam novas vítimas

Trio disse para a polícia que iria agir na noite desta quinta-feira.

Os três suspeitos pelos três estupros, ocorridos em Natal, confessaram à Polícia Civil que foram os autores dos crimes, na desta quinta-feira (20). Alexsandro Faustino do Nascimento, 22 anos, e os dois adolescentes de 17 anos também confirmaram que iriam roubar e estuprar mais vítimas na noite da quinta (20).
“Graças à prisão que efetuamos na manhã da quinta-feira (20), conseguimos impedir que este trio cometesse mais um crime de tamanho horror. Segundo os suspeitos, o estupro seria realizado em local diferente dos já escolhidos anteriormente, mas segundo eles, também seria em local ermo”, finalizou a delegada.

“Diante de todas as provas que tínhamos em mãos, eles não tiveram como negar a autoria. Os três nos contaram a forma de atuação com riqueza de detalhes”, afirmou a delegada Michelle Alcântara Dias Porto de Barros, titular da Delegacia Especializada em Defesa da Mulher (Deam) Zona Sul. Os suspeitos relataram que escolhiam as vítimas de forma aleatória. Eles esperavam alguém passar pelo local escolhido e abordavam. Sempre tinham em mente que iriam roubar objetos das vítimas e que em seguida iriam estuprar as mulheres. 

*Fonte: Assessoria / Degepo
l

Presos fazem nova rebelião em Caicó, quebram grades e sobem telhado de presídio

Após morte de preso durante a tarde, presos promovem novo quebra-quebra durante a noite.

A noite desta segunda-feira (24) é de tensão no Presídio Estadual do Seridó, o Pereirão, em Caicó. Presos novamente fazem uma rebelião na unidade. Durante a tarde, detentos entraram em confronto e um deles acabou sendo assassinado e outros ficaram feridos. O motivo das rebeliões é a briga entre facções criminosas rivais. 

No motim desta noite, presos quebraram cadeados e grades de várias celas e subiram o telhado do Pavilhão E da unidade prisional. De acordo com informações ainda não oficiais, eles estariam tentando chegar até presos rivais. 

Os agentes penitenciários que trabalham no presídio solicitaram reforços. A Polícia Militar cercou a penitenciária, mas a situação dentro continua de tensão. Também foi solicitado apoio do helicóptero Potiguar 01, mas a aeronave está em manutenção e não pode ser usada no momento.

Após mais de 90 dias de paralisação, a greve da Uern pode estar perto do fim

A Uern protocolou minuta do projeto de lei, na Governadoria, com os percentuais acordados. O documento foi entregue à secretária-chefe de gabinete civil, Tatiana Mendes Cunha. O Governo encaminhará projeto de lei à Assembleia Legislativa com a reposição salarial.
Desde o mês de maio, as aulas da Uern estão suspensas 
A greve da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) pode estar próxima ao fim. Ontem, 24, após audiência realizada em Natal com o governador Robinson Faria, o reitor Pedro Fernandes e o Governo do Estado fecharam negociações. De acordo com informações da assessoria de comunicação da Uern, o entendimento foi feito dentro do que os servidores estavam pleiteando e a Reitoria negociando, desde o começo da campanha salarial, o que significa cumprimento do acordo de reposição de 57,53%, em quatro parcelas, informa a Agecom.
“A reposição salarial foi autorizada graças à política de austeridade implantada pela gestão da Uern. Na manhã desta segunda-feira, o reitor Pedro Fernandes e o vice, Aldo Gondim, acompanhados de auxiliares, se reuniram com o consultor-geral do Estado, Eduardo Nobre, e apresentaram uma nova planilha que garantirá a primeira parcela de 12,035%, uma vez que não implicará em aumento de orçamento”, afirma publicação no site oficial da Uern.
“Não é criação de despesa. Apenas substituição na folha”, reconheceu o consultor. As outras parcelas constarão no Plano Plurianual (PPA), conforme negociação entre Uern e Governo. Além da reposição nos salários de setembro, foi negociado o retroativo dos meses de maio, junho, julho e agosto.
“Hoje é um dia muito importante para nossa Uern. É o desfecho de uma luta que encampamos com os Sindicatos que tiveram um papel fundamental”, disse o reitor, destacando o comportamento dos estudantes que, apesar do comprometimento do calendário acadêmico, confiaram nas negociações entre a Uern e o Governo.
No fim da manhã de ontem, a Uern protocolou minuta do projeto de lei, na Governadoria, com os percentuais acordados. O documento foi entregue à secretária-chefe de gabinete civil, Tatiana Mendes Cunha. O Governo encaminhará projeto de lei à Assembleia Legislativa com a reposição salarial, ainda esta semana.
A proposta ainda será avaliada pelos servidores da Universidade. Até a tarde de ontem, a direção da Aduern aguardava o resultado da reunião entre o reitor Pedro Fernandes e representantes do Governo do Estado. De acordo com o presidente da Associação, professor Valdomiro Morais, as expectativas eram as melhores.
Valdomiro afirmou que acredita que as propostas apresentadas pelo reitor Pedro Fernandes sejam favoráveis às reivindicações das categorias, mas esperava um comunicado oficial para se posicionar. “Só consideramos que fomos informados sobre o resultado da reunião, quando o tivermos em mãos, por escrito, até então não podemos nem nos posicionar”, disse o presidente da Aduern.
A greve dos docentes da Uern completa hoje 91 dias. “A nossa avaliação é de que nem precisava chegar tão longe. Não precisava de uma greve se os acordos tivessem sido cumpridos. Mas acredito que estamos chegando a um resultado positivo”, destacou.
Logo que forem oficialmente informados sobre o resultado da reunião entre Reitoria e Governo, os docentes deverão se reunir em assembleia para avaliar a proposta. “A assembleia deve ser convocada com 48 horas de antecedência da sua realização”, continuou. De acordo com a assessoria de comunicação da Aduern, a expectativa é de que a assembleia aconteça ainda esta semana. 
Ato público
Estudantes da Uern planejaram para hoje um ato público pedindo o fim da greve, que já ultrapassa 90 dias. A ação visa denunciar as deficiências estruturais na instituição. A mobilização está programada para acontecer, a partir das 8h, em frente ao Teatro Municipal Dix-huit Rosado.
“Esse movimento surgiu porque estamos tendo muito prejuízo com essa paralisação na Uern”, afirmou Ernani Leão, estudante do curso 3º período de Medicina.
Ernani explicou que a data foi escolhida por marcar os três meses de paralisação dos docentes, técnicos e estudantes da Universidade. Ele lembrou que os manifestantes levarão um bolo simbólico, que ironicamente vai ‘descomemorar’ a falta de resolução para a greve das categorias.
A estudante do 3º período de Medicina, Lídia Barisic, comentou que o movimento busca agregar todos os alunos da Uern.

Adutora Emergencial reforçará o sistema adutor Serra de Santana

A obra consiste na construção de uma adutora de 64,80 litros por segundo e atualmente possui 12% dos serviços realizados, a exemplo do modelo já implantado com sucesso no próprio Rio Grande do Norte, em Pau dos Ferros e Jucurutu.
Açude Gargalheiras, na região Seridó, foi afetado pela escassez de chuvas que acomete o Rio Grande do Norte – Foto Eduardo Maia
Com o objetivo de evitar a crise geral de desabastecimento hídrico nos municípios de Currais Novos e Acari, que se deu em decorrência da exaustão do Açude Dourado e da redução de volume de armazenamento do Açude Gargalheiras, Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) em parceria com a Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte (CAERN) está implantando uma adutora emergencial para reforçar o sistema adutor Serra de Santana. A obra consiste na construção de uma adutora de 64,80 litros por segundo e atualmente possui 12% dos serviços realizados, a exemplo do modelo já implantado com sucesso no próprio Rio Grande do Norte (Sistema Adutor Emergencial de Pau dos Ferros e de Jucurutu).
Segundo o Dnocs, a solução foi encontrada após análises de especialistas da área de saneamento ambiental, bem como do estudo de caso realizado pelas autoridades de diversas esferas institucionais. Além de ser realizada de forma rápida e eficiente, a construção do Sistema Adutor Emergencial também apresenta um menor custo beneficio.
Segundo o diretor-geral do departamento, Walter Gomes de Sousa, “essa tecnologia de adutoras não se trata de uma inovação, ao contrário, vem sendo a solução considerada mais adequada para problemas que têm caráter emergencial e provisório”, que visa minimizar os efeitos do desabastecimento de água potável de um significativo contingente populacional, da ordem de 47.000 pessoas, que atualmente residem nas sedes urbanas dos respectivos municípios. 
RESERVATÓRIOS
Os efeitos da escassez preocupam a população do Rio Grande do Norte. Na terça-feira passada, 18, o Dnocs informou que o volume máximo de acumulação de água nos reservatórios públicos construídos e monitorados pelo departamento no RN, com volume superior a 2.000.000 metros cúbicos (m³), era de aproximadamente 3.149.142.000m³, segundo informações do Serviço de Monitoramento da coordenadoria estadual do órgão naquele Estado. De acordo com o Dnocs, os principais reservatórios se encontram atualmente com volumes muito baixos, caracterizando situação preocupante, estando alguns no chamado volume morto.
Na ocasião, o Dnocs destacou que o Açude Armando Ribeiro Gonçalves – o maior do departamento no RN, com capacidade de acumular 2,4 bilhões de m³ – estava com, apenas, 636.508.000m³ ou 26,52% de sua capacidade total. O Poço Branco, que tem capacidade de acumular 135.163.000m³, estava com 32.412.000m³, equivalente a 22,5% e o Mendubim, que capaz de acumular 76.349.000m³, estava com 16.002.000m³, ou 20,96% de seu total.
Na semana passada, o Dnocs ainda explicou que em situações mais preocupantes se encontram alguns reservatórios que são fontes hídricas também de projetos de irrigação. “O Sabugi, com capacidade de acumular 65.335.000m³, está com 6.036.000 ou 9,24%; e o Itans, cuja capacidade é de 81.750.000m³, se encontra com 5.160.000m³, correspondendo a 6,3%. Situações mais drásticas ainda se encontram os açudes Marechal Dutra e Pau dos Ferros, que estão em situação de volume morto, acumulando apenas 0,41% e 0,33% de suas capacidades, respectivamente”, destacou o Dnocs. 
RODÍZIO
No dia 17 deste mês, a Caern anunciou a inclusão de mais municípios no sistema de rodízio de abastecimento de água. “Em virtude do baixo volume de água no sistema Coremas/Mãe D’água e a necessidade de prolongar por mais tempo o abastecimento humano nas cidades do Seridó, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte está implantando rodízio nas cidades de Jardim de Piranhas, São Fernando e Timbaúba dos Batistas. A captação de água da companhia depende da abertura das comportas do rio Coremas, na Paraíba, controlada pela Agência Nacional de Águas (ANA)”, informou a assessoria de comunicação da Caern. Na oportunidade, a empresa salientou que o rodízio não tinha previsão para terminar porque dependia das chuvas na região.